terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Orgulho negro

Este post é dedicado à minha sobrinha C. que, na inocência dos seus 8 anos, não tem a noção da sua real beleza e falta-lhe, por vezes, o orgulho que qualquer criança deve ter na sua cor e demais características da sua raça. Qualquer que esta seja...

Negra

Vós chamais-me moreninha
Mas eu morena não sou,
Sou tão negra como a noite
E a estrada por onde vou.

Tenho olhos de azeitona,
Minha pele é de pantera,
Meu corpo tem um traçado
Ágil e negro de fera.

Negra África me corre
Dentro das veias, num rio.
Só o meu sorriso é branco
Como as velas dum navio.

Não me chamem moreninha
Porque eu morena não sou,
Sou negra como o orgulho
De ser aquilo que sou.


Luísa Ducla Soares, A Cavalo no Tempo, 2003 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...