quarta-feira, 11 de abril de 2012

Os Direitos da Criança: Versalhada de José Fanha


pequena-leitora-girl-reading-book
Scott E. Bartner (1960, Americano)



Versalhada



Onde quer que tenha sido

sul ou norte frio ou quente

cheguei nasci já cá estou

sou igual a toda a gente.

Se nasci tenho direito

a ser muito bem cuidado

protegido alimentado

tratado se estou doente

embalado de mansinho

com carinho e sem abuso

tenho direito a crescer

direitinho como um fuso

Tenho direito a cantar

a sorrir e a chorar

a partir e a voltar

a correr e a saltar

a pintar e a escrever

e mais a aprender a ler

que é a prenda mais gostosa

bonita deliciosa

em todo este meu viver.

Vou crescendo vou crescendo

e os meus direitos também

agora já sou alguém

capaz de ver e pensar

e de ter opinião

e o direito a ser ouvido

com muitíssima atenção.

Tenho direito a voar

muito alto e a ajudar

este mundo a ser melhor.

Tenho direito ao amor

ao abraço e à amizade

e posso plantar a flor

que se chama liberdade

para fazer de cada dia

essa festa de alegria

de paz e cidadania

que é uma palavra esquisita

mas bonita tão bonita

que nos fala dos deveres

que nos aponta os direitos

que nos diz que o mundo inteiro

pode ser uma morada

onde toda a gente viva

confortável e arrumada

e a viver com harmonia.

José Fanha

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...