domingo, 7 de dezembro de 2014

Poema de Inverno de Eugénio de Andrade




(Ilustrações de Cathy Delanssay)


O Inverno
Velho, velho, velho
Chegou o Inverno.
Vem de sobretudo,
Vem de cachecol,
O chão onde passa
Parece um lençol.
Esqueceu as luvas
Perto do fogão:
Quando as procurou,
Roubara-as um cão.
Com medo do frio
Encosta-se a nós:
Dai-lhe café quente
Senão perde a voz.
Velho, velho, velho.
Chegou o Inverno.
                                 Eugénio de Andrade




Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...