terça-feira, 29 de março de 2016

Momento de poesia: "O poliglota"

 
 
O POLIGLOTA

Ele sabe palrar
Cacarejar
Arrulhar
Gorjear
Mugir
Vagir
Zunir 
Latir
Berrar
Miar
Bramar
Chiar
Uivar
Ladrar
Rosnar
Grunhir
Zumbir
Rugir
Balir
Zurrar
Coachar
Chilrear
Grasnar
Cricrilar
Crocitar
E também sabe
Falar
Seja a língua que for
Até já o contrataram
Para o jardim zoológico
Como tradutor.

Jorge Sousa Braga, in Poemas com Asas, Assírio & Alvim, 2001

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...